Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Manual do Servidor

NOMEAÇÃO DE CARGO DE DIREÇÃO

DEFINIÇÃO

Ato de investidura do servidor em cargo de direção integrante do quadro da Instituição, com remuneração prevista em lei.

INFORMAÇÕES GERAIS:

  • A portaria de nomeação para ocupar cargo de direção será publicada no Diário Oficial da União (DOU), só possuindo efeitos a partir da data da publicação;
  • O ocupante de cargo de direção deve cumprir obrigatoriamente o regime de tempo integral - 40 (quarenta) horas semanais de trabalho, podendo ser convocado sempre que houver interesse da Administração;
  • Nos casos de exercício de cargo de direção em cumprimento de mandato, os atos de nomeação indicarão seu início e término;
  • Ao servidor investido em cargo de direção é devido um pagamento de acordo com o código do cargo exercido, nos valores fixados nas tabelas de vencimentos, conforme legislação;
  • O servidor nomeado para ocupar cargo de direção não poderá receber pagamento de Adicional por Serviços Extraordinários (Hora-Extra);
  • O servidor em exercício de função gratificada perderá o pagamento respectivo a partir do início do gozo de Licença-Prêmio por Assiduidade, Licença para acompanhar pessoa enferma da família e afastamento para curso;
  • O servidor em estágio probatório poderá exercer, na Instituição, cargos de direção;
  • Ao servidor efetivo, investido em cargo de comissão, não há como garantir a concessão de horário especial de estudante, visto que existem situações emergenciais em que é imprescindível a presença do servidor no local de trabalho, não havendo possibilidade de conciliação do exercício da função, com o estudo em horário especial.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA:

  • Indicação pela autoridade competente, solicitando a nomeação do atual servidor para ocupar o cargo e, quando for o caso, informar nome e data para a exoneração do servidor que ocupava o cargo anteriormente
  • Preenchimento e assinatura da Declaração de Nepotismo
  • Em casos de eleição, deverá ser anexada a ata da mesma, com antecedência de 30 dias.
  • Termo de Posse
  • Termo de Opção de remuneração
  • Autorização de Acesso à Declaração de Ajuste Anual do IRPF - Preenchido via módulo de Requerimento do SIGEPE

OBS: No caso de não preenchimento dos itens 3, 4 e 5, a nomeação não será registrada, portanto não será gerado efeitos financeiros para o servidor, até que a pendência seja sanada.

PROCEDIMENTO:

Etapa Unidade Procedimento
1 Protocolo Geral Protocolização da documentação exigida
2 CRMP Para Emissão de Portaria e Registro no SIAPE
3 CAP Para ajustes financeiros na Remuneração do servidor
4 Arquivo Setorial Para arquivar na pasta funcional do servidor

FUNDAMENTO LEGAL:

  • Arts. 19, 20 e 62 da Lei nº 8.112, de 11/12/90, com a redação dada pela Lei nº 9.527, de 10/12/97
  • Lei nº 7.998/1990
  • Instrução Normativa – TCU nº 67, de 6 de julho de 2011
  • Portaria Normativa nº 4, de 8 de julho de 2013-SEGEP/MP
registrado em:
Fim do conteúdo da página